Filmes inspirados em grandes personalidades integram a programação do Sesc RJ na região Serrana em março

Filmes inspirados em grandes personalidades integram a programação audiovisual do Sesc RJ na região Serrana em março

Obras fazem parte da Coleção Cinema Brasileiro Contemporâneo, da Ancine, e serão exibidas neste mês nas unidades Quitandinha, Teresópolis e Nova Friburgo. Já no Sesc Nogueira, o tema é documentários musicais

As trajetórias dos escritores José Saramago e Lope de Vega, do artista plástico Vik Muniz e dos músicos Luiz Gonzaga e Gonzaguinha dão o tom dos filmes em cartaz neste mês de março nas unidades do Sesc RJ Quitandinha (Petrópolis), Teresópolis e Nova Friburgo. Serão exibidas obras documentais e ficcionais que retratam a trajetória dos artistas citados. A entrada é franca.

Na programação, estão os filmes “José e Pilar”, de Miguel Gonçalves Mendes, “Lixo Extraordinário”, de Lucy Walker, João Jardim e Karen Harley, “Lope”, de Andrucha Waddington e “Gonzaga de Pai para Filho”, de Breno Silveira.

Em 2018, a programação audiovisual do Sesc RJ investe na difusão do cinema nacional com a exibição de filmes que fazem parte da Coleção Cinema Brasileiro Contemporâneo, editada pela Ancine. Para o primeiro semestre, serão seis recortes curatoriais, que agrupam os filmes por afinidades estéticas ou temáticas que apresentam ao público um panorama diversificado da produção cinematográfica nacional.

 Filmes

José e Pilar

Dir. Miguel Gonçalves Mendes | 125’ | 2010 | LIVRE | DOC

A relação entre José Saramargo, prêmio Nobel de literatura em 1998, com sua esposa, a jornalista Pilar Del Rio, através do cotidiano do casal.

Lixo Extraordinário

Dir. Lucy Walker, João Jardim e Karen Harley | 98’ | 2011 | LIVRE | DOC

Uma análise sobre o trabalho do artista plástico Vik Muniz no Jardim Gramacho, localizado na cidade de Duque de Caxias (RJ), que é um dos maiores aterros sanitários do mundo.

Lope

Dir. Andrucha Waddington | 106’ | 2011 | 12 ANOS | FIC

Lope (Alberto Ammann) é um jovem poeta ambicioso e um eterno apaixonado. Vivendo mais o presente do que pensando no futuro, ele se entrega ao amor de duas mulheres e desafia regras que podem transformá-lo de herói a vilão, trazendo a desgraça ou a glória.

Gonzaga de Pai para Filho

Dir. Breno Silveira | 120’ | 2012 | 12 ANOS | FIC

Decidido a mudar seu destino, Gonzaga sai de casa jovem e segue para cidade grande em busca de novos horizontes e para apagar uma tristeza amorosa. Lá, ele conhece Odaléia (Nanda Costa), por quem se encanta. Após o nascimento do filho e complicações de saúde da esposa, ele decide voltar para a estrada para garantir os estudos e um futuro melhor para o herdeiro. Para isso, deixa o pequeno aos cuidados de amigos no Rio de Janeiro e sai pelo Brasil afora. Só não imaginava que essa distância entre eles faria crescer uma complicada relação, potencializada pelas personalidades fortes de ambos. Baseada em conversas realizadas entre pai e filho, essa é a história do cantor e sanfoneiro Luiz Gonzaga, também conhecido como O Rei do Baião ou Gonzagão, e de seu filho, popularmente chamado de Gonzaguinha.

Sesc Nogueira exibe documentários musicais

Já o Sesc Nogueira exibe documentários que têm como ponto de convergência a música. Os filmes “Tropicália” e “Raul, o início, o fim e o meio” mostram o impacto de grandes movimentos musicais e músicos influentes. A entrada é franca.

Tropicália

Dir. Marcelo Machado | 87’ | 2012 | 12 ANOS | DOC

Uma análise sobre o importante movimento musical homônimo, liderado por Caetano Veloso e Gilberto Gil no final dos anos 1960. O documentário resgata uma fase na história do Brasil em que cena musical fervilhava e os festivais revelavam vários novos talentos. Ao mesmo tempo, o Brasil sofria com a ditadura dos generais no poder, o que fez com que Caetano e Gil fossem exilados do país.

Raul, o início, o fim e o meio

Dir. Walter Carvalho | 120’ | 2012 | 14 ANOS | DOC

Trajetória do conhecido cantor e compositor, polêmico, ícone e criador da “sociedade alternativa” ao lado parceiro inseparável, hoje escritor, Paulo Coelho. Um raio x do astro do rock brasileiro através de documentos, depoimentos de familiares, ex-esposas, filhas, amigos, músicos e compositores.

Audiovisual no Sesc RJ Desde 2016, o Sesc RJ tem diversificado sua programação cinematográfica, propondo um circuito paralelo de exibição de filmes com pouca penetração nas salas de cinema. Com uma grade regular adequada ao perfil de cada unidade, a programação é composta por filmes com algum diferencial estético ou narrativo, que visam ampliar o imaginário audiovisual do público.

Programação completa:

GRANDES PERSONAGENS

SESC NOVA FRIBURGO

  • 03/03. 16h – Gonzaga de Pai pra Filho
  • 17/03. 16h– Violeta foi para o Céu

SESC QUITANDINHA

  • 03/03. 16h –  Lixo Extraordinário
  • 17/03. 16h –  Lope

SESC TERESÓPOLIS

  • 04/03. 15h. Lixo Extraordinário
  • 07/03. 18h30. José e Pilar
  • 11/03. 15h. Lope.
  • 14/03. 18h30. Lope
  • 18/03. 15h. Gonzaga de Pai pra filho
  • 21/03. 18h30. Gonzaga de Pai pra filho
  • 25/03. 15h. Violeta foi para o céu
  • 28/03. 18h30. Violeta foi para o céu

DOCUMENTÁRIOS MUSICAIS

SESC NOGUEIRA

  • 15/03 – 20h10 – Tropicália
  • 29/03 – 20h10 – Raul, o início, o fim e o meio

Fotos; Divulgação

Fonte:Sistema Fecomércio / Patrícia Diniz / Sesc RJ / Senac RJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *