Mirante das Lendas em Teresópolis recebe abraço rumo à restauração

Mirante das Lendas em Teresópolis recebe abraço rumo à restauração

Tombado pelo Inepac em 1988, o patrimônio cultural recebe o ICCV.

Teresópolis, 24 de março de 2018 –Na manhã deste sábado ensolarado, a equipe do Instituto Cultural Cidade Viva (ICCV), começou a mobilização da sociedade civil para a restauração do Mirante das Lendas, importante patrimônio cultural localizado na Granja Guarani em Teresópolis RJ.

O bem foi tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural em 1988, após acordo pactuado com o Ministério Público Estadual em 2011, e o processo tem como principais atores a Prefeitura, o Inepac e o Instituto Cultural Cidade Viva.

Orçada em cerca de R$ 3,8 milhões, a obra tem patrocínio do BNDES. A Prefeitura de Teresópolis, junto com o ICCV, está lançando uma campanha para captar cerca de R$ 380 mil, através da Lei Rouanet, para a elaboração do projeto executivo de restauração.

A iniciativa começou neste sábado, dia 24, às 10h, com um abraço simbólico para a gravação do vídeo da campanha ‘Abrace o Mirante’. O projeto abrange, além da restauração, a construção de um complexo cultural, com sala multiuso, quiosque de alimentação, parque infantil e um anfiteatro.

“A restauração do Mirante das Lendas é um anseio antigo da população de Teresópolis e agora estamos prestes a concretizar esse sonho. Estamos há dois anos junto com o ICCV e o Inepac numa grande luta para conseguir os recursos para essa importante obra. A maior parte já conseguimos com o BNDES e agora falta muito pouco para que a obra saia do papel”, desta Márcio de Paula, secretário de Cultura de Teresópolis.

O Mirante das Lendas – Também conhecido como Mirante da Granja Guarani, por seus belos painéis de azulejos que retratam histórias contadas pelos indígenas que habitaram as terras banhadas pelo rio Paquequer, é considerado uma joia da arquitetura neocolonial. Além da beleza da construção em si, sua implantação no terreno permite ao observador uma visão de 360 graus sobre as paisagens famosas da Serra dos Órgãos, desde a ‘Verruga do Frade’ até as montanhas de entorno da Granja Comary.

Pessoas engajadas e preocupadas com o  patrimônio cultural da cidade, estiveram na Granja Guarani realizando limpeza da localidade, plantando mudas de árvores e dando o ponta pé inicial para a melhoria do local.

‘Mirante das Lendas’, numa combinação do nome comumente usado na cidade para o local e o original, ‘Quiosque das Lendas’, dado pelo antigo dono do terreno, Arnaldo Guinle. Ele mandou construir o mirante em 1929, em estilo neocolonial e todo revestido de azulejos pintados pelo português Jorge Colaço, com imagens que traduzem quatro lendas indígenas: “O dilúvio”; “O anhangá e o caçador”; “A moça que saiu para procurar marido”; e “Como apareceu a noite”.

O ICCV e seu papel fundamental no processo

O Instituto Cultural Cidade Viva é uma entidade sem fins lucrativos, criada em 12 de novembro de 1997, com atuação em todos os segmentos artísticos e culturais. Tem abrangência nacional, tendo trabalhado em mais de 120 municípios.

Sobre o ‘Mirante das Lendas’, Francis Miszputen, do ICCV, revelou que o contato com a entidade responsável pelos recursos financeiros está concluído e que todos os procedimentos legais foram rigorosamente cumpridos, tanto por parte do Instituto quanto da Prefeitura Municipal de Teresópolis e do INEPAC. “Falta pouco para começarmos as obras”, comentou.

Campanha Abrace o Mirante! #abraceomirante

O Site da campanha de ajuda para o Mirante das Lendas www.abraceomirante.com

A função do INEPAC

O Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (INEPAC), criado em 1975, dedica-se à preservação do patrimônio cultural do Estado do Rio de Janeiro, elaborando estudos, fiscalizando e vistoriando obras e bens tombados, emitindo pareceres técnicos, pesquisando, catalogando, inventariando e efetuando tombamentos.

O INEPAC presta, ainda, assessoria técnica às prefeituras em caso de elaboração de inventários de bens culturais móveis e imóveis ou no desenvolvimento de projetos e obras de restauração arquitetônica e artística nos municípios.

Texto: Divulgação

Fotos: Louis Capelle

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *