Teresopolis a cidade dos festivais

A cidade dos Festivais

‘Cidade dos Festivais’ como objeto de criação de memória, discurso e recriação audiovisual de um fato cultural importante na década de 60: a história dos primeiros festivais de cinema do Brasil que aconteceram na cidade de Teresópolis, Rio de Janeiro, entre 1964 e 1972.

História de Teresópolis RJ

Teresópolis é um município brasileiro no interior do estado do Rio de Janeiro, no Brasil. Pertence à Microrregião Serrana, localizando-se a norte da capital do estado, distando desta cerca de 75 km. Ocupa uma área de 770,601 km², sendo que 11,3400 km² estão em perímetro urbano. É a cidade mais alta do estado do Rio de Janeiro, portanto, é a cidade com a sede municipal mais elevada entre todas as cidades do estado, e consequentemente, uma das mais frias do mesmo. Em 2015, sua população foi estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 175 060 habitantes, sendo então o 18º mais populoso de seu estado e o segundo de sua microrregião.

A região onde atualmente situa-se Teresópolis era habitada no século XVI por índios timbiras, antes mesmo da chegada dos portugueses. Certo progresso foi visto quando os escravos que fugiam das plantações de cana da Baixada formaram o Quilombo da Serra. A família imperial brasileira encantou-se com as belezas deste local em suas constantes visitas feitas durante o século XIX. Neste período, George March, um português de origem inglesa, adquiriu algumas terras, onde hoje situa-se o bairro do Alto, e as transformou em uma fazenda-modelo. A partir daí, as origens de Teresópolis foram datadas. A fazenda de Santo Antônio, como foi chamada, posicionava-se no caminho que ligava a Corte Real até a província das Minas Gerais, onde o primeiro povoamento de maior importância foi formado. Após ser escolhido como ponto de repouso aos comerciantes que vinham de Minas até o Porto da Estrela, o povoado começou o seu lento processo de progressão. No início da última década deste século, mais precisamente em 6 de julho de 1891, o então governador do estado Francisco Portella elevou a freguesia à condição de município, emancipando-a de Magé e nomeando-a de Teresópolis, em homenagem à imperatriz Teresa Cristina, que havia falecido dois anos antes. Desde então, a cidade se desenvolveu rapidamente, após a chegada e, posteriormente, a desativação do trem, para dar lugar à rodovia Rio-Teresópolis, que liga a cidade até a capital.

O seu centro tem uma temperatura média anual de dezenove graus Celsius e na vegetação do município predomina a mata atlântica. Em relação à frota automobilística, em 2014 foram contabilizados 80.715 veículos. Contava, em 2009, com 75 estabelecimentos de saúde, tendo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de 0,730, considerando-se assim como médio em relação ao país.

Formada por três distritos49 bairros oficiais e outras localidades mais afastadas do centro urbano, tem sua identidade ligada diretamente ao turismo natural, abrigando uma sede do Parque Nacional da Serra dos Órgãos e Estadual dos Três Picos, além de ser sede do Centro de treinamento da Seleção Brasileira de Futebol, no bairro da Granja Comary, e de contar com outras edificações com valor histórico, cultural ou ambiental, embora muito da história não tenha sido preservada nesses monumentos.

Curiosidades

A cidade de Teresópolis RJ possui dois padroeiros. Do Alto,Santo Antônio comemorado dia 13 de junho; e, Da Várzea, Santa Teresa comemorado dia 15 de outubro.

População estimada 2015 175.060
População 2010 163.746
Área da unidade territorial 2015 (km²) 770,601
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) 212,49
Código do Município (IBGE) 3305802
Gentílico Teresopolitano

Fonte:IBGE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *