Cultura de Raiz em homenagem às mulheres

CULTURA DE RAIZ EM 5 DE MARCO foto 2 IVANIL REZENDEMúsica popular genuína em homenagem às mulheres

“Cultura de Raiz” trouxe 12 atrações e muitos personagens conhecidos ao palco da Casa de Cultura Adolpho Bloch

Teresópolis, 6 de março de 2017 – Na Semana da Mulher — cujo Dia Internacional é o 08 de março —, nada mais adequado que começar os espetáculos da “Cultura de Raiz” com um poema, declamado pela apresentadora Nara Zeitune, dedicado ao outrora “sexo frágil”. Assim começou a dúzia de atrações de mais uma edição do projeto que enche a Casa de Cultura Adolpho Bloch no primeiro domingo de cada mês.

Em seguida, figuras conhecidas de todos se revezaram, apresentando gêneros diferentes. Adão Curió, Roninho e Zé Futrica — que tocou em seguida com Zé Lopes e Zé da Pipoca a popular “Fuscão Preto” — sucederam Nara com seu forró. Depois, foi a vez do violão de Ivanil Rezende e suas melodiosas “Desenho de Deus” e “Vocês São Importantes Para Mim”, do seu CD “O Velho é Bom”. Crésio da Vila, Zé Carlos, Zé Luís e Julicão atacaram de “Freio de Mão Puxado” e “Êta Mulher Chorona”, entre outras, seguidos de Moacir Rosa e seu afinado violão de 10 cordas, com “Prato do Dia” (de autor desconhecido, segundo ele) e “O Milagre da Virgem”, de Moacir Franco.

Rosa voltou com o onipresente Zé Futrica (que também contou piadas), Eraldo, Julicão, Firmino e companhia, que abriram com a divertida “Pinga ni Mim”, de Sérgio Reis, fazendo Seu Claro subir ao palco e dançar com sua conhecida disposição. Em seguida, Geraldo Rezende interpretou a bela “Sampa”, de Caetano Veloso, deixando o palco para o “insistente” Zé Futrica vir acompanhar Félix do Forró, Genaro e Zé Pipoca, todos uniformizados para a estreia do “trio de quatro integrantes”, inaugurado com o “Xote da Araponga”.

Célio Monteiro, acompanhado de Jorge Viajante e Nilson, mais uma vez mostrou a bela “Pedido de Um Pai”, entre outras, sendo seguido pelo repente afiado e pelas canções românticas de Wanda Pinheiro, entre elas outra de Sérgio Reis: “Coração de Papel”, que já fez muito sucesso na voz de Jerry Adriani. O gran finale foi com Amado Rodrigues, que tocou e cantou “Beijinho Doce” e “Lua Testemunha”. Em seguida, todos puderam provar o lanche, servido sob o patrocínio do supermercado Multi Market e das Baterias Lorena.

Texto: Ney Reis/Sec Cultura

Fotos: Sec. Cultura

Fonte: Assessoria de Comunicação de Teresópolis CULTURA DE RAIZ EM 5 DE MARCO foto 1