Destaques de grandes chuvas em Teresópolis

Deslizamentos de terra no Vale da Revolta em Teresópolis ocorrido em 2016
Deslizamentos de terra no Vale da Revolta em Teresópolis ocorrido em 2016

Editorial: Através desta matéria alertamos a população para chuvas fortes, enchentes e deslizamentos ocorridos na cidade de Teresópolis, desde 1929. Essa pesquisa não é para assustar ninguém e sim mostrar a força da natureza. O homem precisa se conscientizar da importância do meio ambiente. A chamada “cabeça d’água” ou “tromba d’água” normalmente acontecem, no verão, na região serrana do Rio.

Os desmatamentos, as queimadas , a poluição dos automóveis, fábricas contribuem para o descontrole ambiental. Chuvas cada vez faz irregulares é um grande sinal. Estam acontecendo secas intensas ou chuvas intensas. Geralmente essas chuvas intensas se concentram em um determinado bairro ou vale e duram aproximadamente de 30 à 40 minutos.

Infelizmente, essa história triste precisa ser lembrada para que população e governantes tomem providências imediatas. Salvar vidas é a coisa mais importante. Futuras gerações virão e precisam saber do perigo existente. Abaixo um cronograma de deslizamentos, enchentes ocorridos e registrados. 

CRONOGRAMAS DAS GRANDES CHUVAS, DESLIZAMENTOS EM TERESÓPOLIS:

  • 1929 – 1º de março- Ocorre a grande enchente no Rio Paquequer- Grande parte da Várzea alagada.
  • 1952 – Em fevereiro, durante o Carnaval, ocorre um terrível desabamento de barreira junto à parte posterior da Estação da Várzea. (Hoje próximo ao local encontra-se o Colégio Estadual- Correios central)
  • 1956 – Grande temporal, seguido de enchente, alaga a cidade.
  • 1957 – 07 de abril- Grande enchente no Rio Paquequer.
  • 1966 – 11 de janeiro- Grande enchente na cidade.
  • 1977 – 27 de janeiro- Enchente do Rio Paquequer e riachos que cortam a cidade. Desabamentos e vítimas fatais.
  • 1981 – Ano bem sofrido para a cidade de Teresópolis. Aconteceu em 22/04/81 uma violenta tempestade alagando a cidade. Em 02/12/81 ocorre a Tragédia na Serra (trecho Garrafão- Soberbo) e enchente na cidade. Segundo o livro 20 mortos e 70 veículos danificados.
  • 1991 – 26 de abril- Forte chuva de granizo (Cidade e Zona Agrícola)

Fonte: Livro ” História de Teresópolis” síntese cronológica de João Oscar.

OUTROS REGISTROS:

  • Novembro de 1978- Grande enchente provocando grandes prejuizos. “Petrópolis e Teresópolis arrasadas pelo temporal”, noticiou O DIA, em 25 de novembro daquele ano. As chuvas em Teresópolis começaram às 2h da madrugada do dia 23 e, no dia seguinte, o quadro era de desolação. Até um prédio, de quatro andares, na rua Fileuterpe, desabou. Considerada uma tragédia, marcando a cidade como área de risco, a ocorrência contabilizou 6 mortos e dezenas de feridos. (Fonte: Blog Wanderley Peres)
  •  Em 1983, aconteceu uma das maiores enchentes de Teresópolis, seguida de grande destruição, com quedas de barreiras, afundamento de ruas e rompimento de galerias, superando a recente tragédia de 1978. Acostumados a enchentes na Reta com água a 1m20cm, os comerciantes viram água a até 2m20cm de altura, cobrindo as carrocerias dos caminhões estacionados no canteiro central das avenidas Feliciano Sodré e Lúcio Meira. Carros passavam boiando pela Várzea, enchente que durou de 4h da tarde até as 6h da manhã do dia seguinte. (Fonte: Blog Wanderley Peres)
  • Janeiro de 1987- Enchente na região serrana com 292 mortos, 20 mil desabrigados. Foi decretado pela primeira vez do Estado de Emergência e depois do Estado de Calamidade Pública.( site EBC)
  • Janeiro de 1999 – Enchente, Rio de Janeiro e municípios do Vale do Paraíba e região Serrana, 41 mortos, 72 feridos e 180 famílias desabrigadas.
  • Janeiro de 2000 – Enchente, municípios do Petrópolis, Teresópolis, Casimiro de Abreu e Barra Mansa. 22 mortos, 60 feridos e 133 famílias desabrigadas.
  • 2002- Chuvas fortes no Perpétuo em Teresópolis onde houveram deslizamentos e morreram 14 pessoas.
  • Fevereiro de 2003 – Enchente, municípios da Região Serrana, Sul e Norte Fluminense. 36 mortos, 95 feridos e 870 desalojados e 823 desabrigados.
    Fonte: Departamento do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro
  • 12/01/2011 – Uma das piores tragédias naturais ocorridas na serra carioca com milhares de trombas d’água e muitos mortos. link
  • 06/04/2012 – Chuva intensa causa alagamentos, queda de barreiras e enchente no centro da cidade. link
  • 29/11/2016 – deslizamentos no Vale da Revolta – link
  • 13/01/2017 – Chuva forte deixam moradores apreensivos na Posse – link
  • 13/02/2017 – Chuva intensa preocupa moradores da Posse- link
  • 23/01/2018 – Chuva forte alaga ruas do Centro de Teresópolis – link
  • 02/01/2020- Teresópolis, Petrópolis, Friburgo e Guapimirim registram chuvas intensas – link
  • 20/02/2020- Chuva forte em Teresópolis deixa ruas alagadas- link

*Pasta atualizada em 2020

Foto: Louis Capelle