Governo do Estado entrega últimas 220 unidades a vítimas das chuvas em Nova Friburgo

terra-novaGOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Rio de Janeiro, 23 de dezembro de 2016 

Núcleo de Imprensa

Governo do Estado entrega últimas 220 unidades a vítimas das chuvas em Nova Friburgo

O Governo do Estado do Rio de Janeiro, por intermédio da Secretaria de Obras, entregou nesta sexta-feira (23/12) as últimas 220 unidades às vítimas das chuvas de Janeiro de 2011, em Nova Friburgo, finalizando o programa de realocação na cidade. A conclusão do conjunto Terra Nova, com 2.180 unidades, encerra o atendimento às vítimas na cidade que perderam suas casas na ocasião. Os imóveis foram construídos dentro do Programa Minha Casa, Minha Vida, da Caixa Econômica Federal. O investimento  foi de R$ 29,5 milhões.

Os apartamentos têm área construída de 42 metros quadrados e são compostos por sala, dois quartos, banheiro, cozinha e área de serviço. Os imóveis são distribuídos em 11 blocos com cinco pavimentos, totalizando 20 apartamentos cada um. Os apartamentos são entregues às vítimas das chuvas gratuitamente, sendo que a escritura definitiva do imóvel será entregue aos moradores em dez anos. A Caixa Econômica Federal lembra que não é permitido alugar ou vender o apartamento antes do recebimento da escritura.

 Mudança agendada e muita ansiedade

Além de receberem as chaves dos imóveis, os futuros moradores puderam agendar a mudança para entre os dias 26 de dezembro e 29 de janeiro. A agricultora Jaíra Mariana de Souza, de 65 anos, não vê a hora de se livrar do aluguel e mobiliar o próprio apartamento. Ela vai morar com dois filhos no bloco 1.

“Estamos desde 2011 de mudança, pagando aluguel. Já mudei porque me cobravam caro, porque tinha problemas de falta d’água. E nós não temos quase nada. O que tenho foi doação que ganhei na época da tragédia. Agora quero comprar coisas novas e arrumar a minha casa”, conta a idosa. 

Também ansiosa para morar no apartamento novo, a aposentada Iracema Mendes de Oliveira, de 62 anos, lembra da noite da tragédia e diz que espera por dias melhores. 

“Lembro do meu sobrinho me acordando e os fundos da minha casa caindo. E nos últimos anos, toda chuva que caía eu ficava nervosa. Agora vai ser uma paz. Estou muito emocionada. Hoje pra mim é um dia muito especial”, afirma. jaira iracema

Canalização do Córrego dos Afonsos

As intervenções incluíram também a macrodrenagem da região e a canalização do Córrego dos Afonsos, que corta os condomínios habitacionais Terra Nova até o centro comercial e industrial, em Conselheiro Paulino. Com investimento de R$ 14,3 milhões, a obra solucionou um problema antigo de inundações frequentes provenientes do Córrego dos Afonsos nos períodos de chuvas de verão.

– Na época da tragédia, o Governo do Estado assumiu um compromisso com as famílias de garantir a reconstrução de suas vidas num ambiente mais seguro – frisou o secretário estadual de Obras, José Iran Peixoto Junior.

Investimento total

No total, foram investidos cerca de R$ 292 milhões na implantação do Terra Nova, sendo R$ 163,5 milhões do governo federal para a construção das unidades e R$ 129 milhões do Governo do Estado para a desapropriação, doação e obras de infraestrutura. Cortado pela RJ-148 (Nova Friburgo-Riograndina). O  terreno recebeu serviços de terraplanagem, drenagem, contenção de encostas e reforço do solo.

Fotos: divulgação 

Fonte:Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro terra-nova-2