Núcleo de Atendimento a Mulher vítima de violência já está funcionando no PSF do Meudon

Núcleo de Atendimento a Mulher vítima de violência já está funcionando no PSF do Meudon
Núcleo de Atendimento a Mulher vítima de violência já está funcionando no PSF do Meudon

Núcleo de Atendimento a Mulher vítima de violência já está funcionando no PSF do Meudon

-Serviço itinerante criado pela Prefeitura funciona de segunda a sexta, em horários alternados

Teresópolis, 3 de julho de 2020 – Fortalecendo a política de enfrentamento à violência contra a mulher, a Prefeitura de Teresópolis lançou nesta quinta-feira, 2 de julho, o Núcleo de Atendimento a Mulher (NAM), serviço itinerante que será instalado nos postos de saúde da família (PSFs). O primeiro PSF contemplado pelo trabalho conjunto das secretarias municipais dos Direitos da Mulher e de Saúde é o do Meudon, onde o atendimento é realizado nas segundas e sextas, de 8h às 14h, e nas terças, quartas e quintas, de 12h às 18h.

“Essa é uma política pública inovadora, que une duas importantes secretarias. Durante a pandemia, aumentaram os registros da violência física, psicológica e patrimonial contra as mulheres e isso nos preocupou. Demos um passo largo e levamos o Núcleo de Atendimento a Mulher para os PSFs, ampliando a rede de proteção no município”, avaliou o Prefeito Vinicius Claussen.

A previsão é ampliar ainda mais a rede de atenção às mulheres no município. “Esse serviço itinerante vai girar pela cidade. Começamos pelo PSF do Meudon, um dos mais populosos, e não vamos parar por aí. As secretarias de Saúde e dos Direitos da Mulher estão afinadas nessa corrente de proteção. Agradeço a dedicação de todos os profissionais envolvidos“, assinalou Margareth Rosi, secretária dos Direitos da Mulher de Teresópolis.

O atendimento

A assistente social Fernanda Pimentel foi treinada para o atendimento especializado. “As mulheres serão acolhidas, abraçadas e direcionadas aos serviços de assistência social, jurídica e psicológica disponibilizados pela Secretaria”, relatou. Esses serviços são oferecidos pela equipe do Centro de Referência de Atendimento a Mulher (CRAM), instalado na sede da Secretaria da Mulher, na Várzea, que orienta e acompanha as mulheres nas demandas apresentadas. 

Gerente do PSF do Meudon, Regina Célia Borja Coelho enalteceu o trabalho conjunto. “Essa é uma parceria muito importante, pois o bairro registra muitos casos de violência doméstica. Com o trabalho conjunto, daremos um acolhimento melhor às mulheres vulneráveis”, comentou.

Lançamento do serviço

Na abertura da sala do NAM, a assistente social Juliana Pereira deu um emocionado depoimento pessoal. “Moro na cidade há 23 anos e estava em Búzios quando precisei de ajuda. A Secretaria da Mulher de Teresópolis soube do meu caso e me atendeu. Recebi todo o apoio de advogada, psicóloga e assistente social e fui trazida de volta pra cá. O serviço funciona 100%”, afirmou.

O delegado assistente Ivan Dantas, da 110ª Delegacia Policial, prestigiou a abertura do NAM. “Muitas mulheres vítimas de violência se sentem constrangidas de ir à delegacia. Buscando atendimento médico em um posto de saúde, e a equipe verificando uma situação de vulnerabilidade, a mulher pode ser encaminhada para o NAM, no próprio PSF, onde terá atendimento mais reservado”, opinou o delegado.

Coordenadora do núcleo de atendimento a pessoas vulneráveis da 110ª Delegacia Policial, a inspetora Priscila Santiago também marcou presença. “É essencial unir todos os setores nesse tipo de atendimento. Na delegacia existe esse núcleo, com uma policial mulher pronta a atender, a dar andamento ao nosso trabalho de investigação e a orientar àquelas que precisam a procurar a Secretaria da Mulher”, pontuou.

Instalada no 1º piso do Centro Administrativo Municipal Manoel de Freitas (Avenida Lúcio Meira, 375, na Várzea), a Secretaria dos Direitos da Mulher funciona de segunda a sexta, das 13h às 17h, mas sem atendimento presencial e com horário reduzido por conta das restrições, determinadas por decreto municipal, para evitar a propagação do coronavírus. Informações sobre atendimento podem ser obtidas pelo telefone 2742-1038.

Fotos: Bruno Nepomuceno

Na abertura da sala do NAM, a assistente social Juliana Pereira deu um emocionado depoimento pessoal.
Na abertura da sala do NAM, a assistente social Juliana Pereira deu um emocionado depoimento pessoal.

Fonte: Assessoria de Comunicação de Teresópolis