Obras realizadas pelo INEA no Rio Principe em Teresópolis começam a entrar em colapso com as chuvas

dscf8103Teresópolis,21 de janeiro de 2016

Com a chegada das chuvas de verão a preocupação de moradores na beira dos rios e nas encostas aumentam. Enfrentamos um grande período de secas e poucas chuvas no ano  de 2015. Moradores não conseguem dormir com as chuvas constantes e o pesadelo aumenta com obras inacabadas ou entrando em colapso.

Trechos do Côrrego Antônio José (Rio Principe) em Teresópolis RJ onde colocaram pedras na areia começam a soltar. Também a ameaça de chuvas fortes é um pesadelo ainda maior. Segundo a própria Dimensional Engenharia a garantia das obras é de 5 anos. Mais até o momento nenhum problema trazido pela AMAPOSSE foi feito ou levado em consideração. Em reuniões com representantes da Secretaria de Estado do Ambiente tudo será solucionado. Mas até a presente data no aguardo.

A demora e anseio de ver obras prontas é o sonho de todos. Mais a burocracia,descaso de autoridades e governantes é pior.O abandono da localidade e descaso com a vida ainda é muito maior. Encostas delimitadas pelo DRM (Departamento de Recursos Minerais) continuam habitadas e essas pessoas correm um risco iminente. Casas continuam habitadas há 5 metros do Rio. Mais só quem vive na área sabe do problema e espera que novas tragédias não aconteçam.

Começam a aparecer rachaduras “nas chamadas pontes” (manilhões com vínculo no meio);placas de concreto do Rio começam a seder, terrenos com graves erosões,bueiros mal redimensionados onde as  águas correm na estrada em vez de ir para o rio. Bom ressaltar que esses problemas comprometem toda a obra e moradores querem soluções rápidas !

Fotos:Terê Total 

  • Moradores temem abandono do bairro. Falta de manutenção do Rio pelo INEA
    Moradores temem abandono do bairro. Falta de manutenção do Rio pelo INEA
  • Rachaduras em pontes na Posse em Teresópolis RJ
  • Erosão em terrenos
  • Manilhas para escoamento fluvial que não funcionam
  • Pedras começam a soltar das laterias do Rio Principe
  • Placas começam a ceder. Problemas estruturais nas obras do rio Principe em Teresópolis RJ
  • Terrenos começam a rachar
  • Chuvas deixam obras vulneráveis