Observatório Social de Teresópolis recolhe mais de 3 mil assinaturas em menos de um mês

FOTO 01Observatório Social de Teresópolis recolhe mais de 3 mil assinaturas em menos de um mês 

Mesmo em dia chuvoso, moradores da Barra do Imbuí e arredores compareceram à Praça Maria Corina Paim, em frente à igreja Sagrado Coração de Jesus, para assinar o abaixo-assinado que visa levar à Câmara Municipal a Lei do Orçamento Justo. Com o apoio do Observatório Social do Brasil – Teresópolis, o evento aconteceu no último sábado, 08. No local, foram recolhidas cerca de 100 assinaturas.

Com apenas três campanhas em menos de um mês, O OSB-T já arrecadou mais de três mil assinaturas para que a Lei do Orçamento Justo seja votada pela Câmara Municipal. O primeiro evento aconteceu na Calçada da Fama entre os dias 16 e 18 de fevereiro. Já a segunda campanha foi realizada no bairro São Pedro no dia 25 de março. 

Hermes Cardoso, voluntário no OSB-T, destacou a importância da participação popular nesta campanha. “Eu acredito que a população de Teresópolis vai estar apoiando com mais de 8 mil assinaturas, pois estamos vendo que a única maneira de solucionar o problema financeiro da cidade é ajudando os nossos vereadores na administração do nosso dinheiro”. Para ele, o OSB-T é a ferramenta necessária para que a população tome conhecimento dos gastos públicos. “Eu vejo hoje o Observatório Social como a única saída para que as coisas se consolidem na cidade com relação aos gastos públicos. Eu me coloquei como voluntário, porque achei uma organização respeitosa e eu faço com muito prazer o que eu faço.”

A professora Ana Parisi foi uma das primeiras a participar desta terceira campanha. “Participei porque esta é a única maneira que podemos reivindicar. Não podemos continuar aceitando essa situação. Devemos nos unir para protestar e mudar essa situação”, afirmou.

A Lei do Orçamento Justo tem como objetivo reduzir o orçamento da Câmara Municipal em cerca de R$ 18 milhões nos próximos quatro anos, criando um limite no número de cargos comissionados e estabelecendo um teto para o salário dos funcionários comissionados. Para que a Lei possa ser apresentada na Câmara Municipal, é necessário, no mínimo, 7.500 assinaturas.

 Sobre o Observatório Social do Brasil – Teresópolis

O Observatório Social do Brasil Teresópolis (OSB-T) tem como missão acompanhar o uso dos recursos públicos de Teresópolis, sensibilizando e estimulando a participação ativa da sociedade no monitoramento da gestão pública, além de disseminar o conhecimento em relação aos recursos públicos e os direitos do cidadão.

Atuando em Teresópolis desde janeiro de 2015, em diversas frentes tanto na Prefeitura quanto na Câmara, o OSB-T conseguiu uma economia dos recursos públicos de mais de R$ 6 milhões, através de utilização de uma metodologia de monitoramento das compras públicas em nível municipal, desde a publicação do edital de licitação até o acompanhamento da entrega do produto ou serviço, de modo a agir preventivamente no controle social dos gastos públicos, e contribuir para a mudança de cultura baseada na transparência do Poder Público Municipal (Legislativo e Executivo).

Fonte:Assessoria de Imprensa / Observatório Social de Teresópolis