Prefeitura de Teresópolis refaz 12 metros de galeria na Rua Sloper

DSC_0063Prefeitura refaz 12 metros de galeria na Rua Sloper

Teresópolis, 15 de fevereiro de 2017 – Cerca de doze metros de uma galeria na Rua Sloper, no Alto, próximo à ponte que interliga os bairros de Santa Cecília e Caxangá, começaram a ser reconstruídos nesta quarta-feira, 15, pelos funcionários da Secretaria de Serviços Públicos.

Utilizando uma retroescavadeira, uma equipe de sete homens trabalha desde o início do dia escavando o solo para chegar até a galeria que comprometia, não só a rua, mas também a estrutura da ponte.

Segundo o encarregado, José Augusto, a galeria confeccionada de pedra bruta é uma das mais resistentes. Porém, com o passar dos anos e a constante vibração gerada por veículos pesados, como ônibus e caminhões que circulam com frequência no local, algumas pedras se movem, causando espaçamento entre elas e provocando a infiltração das águas no subsolo.

“Estamos concertando oito metros da galeria e mais quatro de manilhas. Se a gente não fizesse este serviço, em pouco tempo, o muro de alvenaria da ponte poderia não resistir porque a água estava infiltrando por ele”, explicou Zé Augusto.

Dona de um salão de beleza próximo ao local, Marli Gallo relatou o que vinha acontecendo. “Quando chove, fica tudo alagado, a rua estava cedendo a cada dia e essa rede desemboca no rio que passa por debaixo da ponte, então era muito necessário esse conserto para a gente não correr riscos maiores”, disse a cabeleireira.

Segundo a Secretaria de Serviços Públicos, embora o reparo na rede de drenagem seja grande a rua não precisou ser interditada para veículos. Mesmo assim a Viação Dedo de Deus montou itinerários alternativos para as linhas que circulam pelo local. A secretaria informou ainda que a recuperação da rede será concluída até esta quinta, 16.

Texto – Gisele Barreto

Fotos – Jorge Maravilha

Fonte- Assessoria de Comunicação de Teresópolis 

  • Prefeitura refaz 12 metros de galeria na Rua Sloper
    Prefeitura refaz 12 metros de galeria na Rua Sloper
  •  Além dos oitos metros, mais quatro de manilhas precisaram ser consertados
    Além dos oitos metros, mais quatro de manilhas precisaram ser consertados
  • “Era muito necessário esse conserto para a gente não correr riscos maiores”, disse Marli Gallo, dona de um salão de beleza próximo ao local