Projeto de concessão dos serviços da Cedae tem adesão de 46 municípios do RJ

Projeto de concessão dos serviços da Cedae tem adesão de 46 municípios do RJ
Projeto de concessão dos serviços da Cedae tem adesão de 46 municípios do RJ

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 

Rio de Janeiro, 18 de setembro de 2020 

Núcleo de Imprensa

Projeto de concessão dos serviços da Cedae tem adesão de 46 municípios do RJ, abrangendo 90% da população atendida pela companhia

Governador em exercício participa de videoconferência com dirigentes do BNDES e secretários para discutir os próximos passos

O governador em exercício, Cláudio Castro, participou, nesta sexta-feira (18/9), de videoconferência sobre a continuidade do processo de concessão dos serviços da Cedae. Proposto pelo BNDES, o modelo de concessão já tem a adesão de 46 dos 64 municípios do estado do Rio de Janeiro, abrangendo 90% da população atendida pela companhia. Itaocara, Laje do Muriaé – ambas no Noroeste Fluminense – e Piraí – na Região do Médio Paraíba – foram as cidades mais recentemente aderiram à proposta. O prazo para adesão dos municípios se encerra nesta sexta-feira.

Na reunião, Cláudio Castro reiterou seu compromisso com a finalização do processo de concessão.

– Todo esse processo nasce da união de esforços e se baseia em uma ação estritamente técnica, que vai gerar 46 mil empregos em todo estado, com investimentos de aproximadamente R$ 30 bilhões. A concessão do serviço de saneamento será um marco histórico para Rio de Janeiro e referência no país, beneficiando 14 milhões de pessoas  – afirmou.

Além do governador, participaram do encontro os secretários Marcelo Lopes (Desenvolvimento Econômico) e Guilherme Mercês (Fazenda); o Procurador Geral do Estado, Bruno Dubeux; o presidente do BNDES, Gustavo Montezano; o Diretor de Infraestrutura, concessões e PPPs, Fábio Abrahão, entre outros membros do banco.

Responsável por conduzir o processo de concessão dos serviços da Cedae, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Lopes, destacou a aproximação feita com os municípios em audiências virtuais e o encaminhamento dado a todo o processo em parceria com o BNDES.  

– Ao longo dos últimos meses, fizemos um trabalho de esclarecimento, principalmente junto aos prefeitos de cidades do interior fluminense. Realizamos reuniões e buscamos a adesão ao plano, certos de que os benefícios para os municípios são enormes – ressaltou o secretário.

O presidente do BNDES, Gustavo Montezano, destacou a complexidade do processo e seu impacto social, inclusive no reaquecimento do setor de construção civil, gerando empregos.

– Quero agradecer à minha equipe e a do Governo do Estado por conduzir de forma técnica um processo de tamanho impacto num momento político difícil – disse.

O projeto de concessão de serviços da Cedae prevê redução dos custos com saúde pública; melhoria na educação, com o aumento do tempo médio de permanência na escola por redução da incidência de doenças provenientes da falta de saneamento; crescimento da produtividade; valorização imobiliária; expansão do turismo; geração de empregos; movimentação da economia local; recebimento de outorga pelos municípios; e aumento da arrecadação tributária.
 
O edital de concessão está previsto para ser divulgado em 30 de outubro. O leilão deve ocorrer no início do ano que vem.

Confira o vídeo: https://bit.ly/3iJn2bF

Foto: Rafael Campos

Fonte: Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro