Relações trabalhistas em tempos de pandemia: como funciona a MP 936/20?

Relações trabalhistas em tempos de pandemia: como funciona a MP 936/20?

Especialistas em RH e Contabilidade explicarão como funciona a medida provisória que altera remuneração e contratos de trabalho. Direitos do empregado, responsabilidades do empresário e subsídio do governo federal serão abordados em live nesta sexta-feira (12).

Editada e publicada pelo governo federal, a MP 936/20 foi criada para regulamentar a flexibilização de contratos trabalhistas e evitar demissões em massa durante a pandemia do novo coronavírus. Válida durante o período de calamidade pública decretado, a medida provisória possibilita acordos individuais entre empregados e empregadores para redução proporcional de jornada e remuneração ou até suspensão temporária do contrato.

Com os acordos surgem as dúvidas de ambas as partes sobre quais são os direitos e deveres de cada um. Para esclarecer os principais pontos da medida provisória, o Senac RJ realiza a live Relações trabalhistas em tempos de pandemia: como funciona a MP 936/20?. Pontos como as reduções de jornada e salário, a estabilidade prevista para contratos e benefícios, a base de cálculo da proporcionalidade, a suspensão por tempo determinado do contrato e o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda, serão abordados na live interativa

O bate-papo reunirá a especialista em Recursos Humanos do Senac RJ, Elisandra da Matta, o contador e presidente da Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis (Sescon RJ), Renato Mansur e Hélio Donin, empresário contábil e diretor da Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis – (Fenacon).

A live Relações trabalhistas em tempos de pandemia: como funciona a MP 936/20? acontecerá no dia 12 de junho, sexta-feira, às 17h no canal do Senac RJ no YouTube.

Serviço

  • Live Relações trabalhistas em tempos de pandemia: como funciona a MP 936/20? com Elisandra da Matta, Hélio Donin e Renato Mansur.
  • 12 de junho, sexta-feira, às 17h.
  • Acompanhe em youtube.com/senacrj
Fonte: Senac RJ / Hellen Silva Duarte