Tragédia Serrana: feridas abertas

Tragédia Serrana: feridas abertas

O programa “O Caminhos da Reportagem” da TV Brasil visitou quatro das cidades mais afetadas pelo temporal que atingiu a região serrana do Rio em janeiro de 2011: Nova Friburgo, Teresópolis, Petrópolis e São José do Vale do Rio Preto.

A constatação é de que, mesmo tantos anos depois, muitas feridas ainda estão abertas. E, apesar de tanto dinheiro investido pelos órgãos governamentais, problemas que até hoje ainda não foram sanados: obras por fazer, moradores vivendo em áreas de risco, pessoas sem ter casa para morar.

As marcas da tragédia ainda são visíveis como cicatrizes e estão presentes nas encostas, nas casas, nas pessoas. A dor ainda é muito presente nos moradores do região. Não há um que não tenha perdido algum parente, algum amigo, algum conhecido. O programa mostra a superação dessas pessoas, bem como a luta de quem ainda tenta se recuperar da tragédia.

A equipe visitou os locais mais atingidos para conversar com personagens que ficaram marcados por aquela tromba d’ água, como Dona Elair. As imagens impressionantes do resgate dela, em meio à correnteza do Rio Preto, correram o mundo. Também mostramos as soluções encontradas por aqueles que tiraram da tragédia lições para seguir em frente.

O Caminhos da Reportagem vai ao ar toda quinta-feira, às 22h, na TV Brasil.

Vídeo da reportagem no link

Fonte: TV Brasil (divulgação)