Vacinação contra a Febre Aftosa

febreaftosa_divulgacaoGOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Rio de Janeiro, 31 de outubro de 2016

Núcleo de Imprensa

Vacinação contra a Febre Aftosa começa amanhã

A partir de amanhã, os pecuaristas fluminenses têm um importante compromisso com a sanidade de seus rebanhos bovinos. A data marca o início da segunda etapa anual de vacinação contra a Febre Aftosa. Nesta campanha, que vai até o dia 30, deverão ser imunizados todos os bovinos e bubalinos (búfalos) com até 24 meses de idade. O Estado do Rio de Janeiro está há 19 anos sem o registro da doença em seu rebanho com status de área livre de aftosa.

O secretário de Agricultura, Christino Áureo, destaca que é fundamental o envolvimento de toda a cadeia produtiva nas fases de vacinação.

– É mais uma etapa para alertar a todos, envolvidos ou não com a atividade pecuária, sobre a importância de se defender contra a Febre Aftosa. A vacinação é o que garante a sanidade do rebanho – disse Christino Áureo.

Hoje, os controles da defesa agropecuária estadual vão desde a distribuição, o estoque e a revenda de vacinas, pelas lojas licenciadas, até a vacinação assistida em propriedades de maior risco sanitário. Portanto, é fácil identificar e aplicar as penalidades previstas na legislação para os criadores que deixarem de vacinar seus rebanhos.

Documento obrigatório

Após a vacinação, é obrigatória a apresentação da Declaração de Vacinação em um dos núcleos de Defesa Agropecuária ou postos municipais no local de sua propriedade. O lançamento do documento poderá ser feito, pelo próprio produtor, através da internet, no Sistema de Integração Agropecuária (Siapec), no site da Secretaria de Agricultura www.agricultura.rj.gov.br, implementado pelo serviço de Defesa Agropecuária.

Foto: Divulgação 

Fonte:Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro