Cirurgia Cardíaca: o que é bom saber sobre essa intervenção?

Cirurgia Cardíaca: o que é bom saber sobre essa intervenção?
Cirurgia Cardíaca: o que é bom saber sobre essa intervenção?

Cirurgia Cardíaca: o que é bom saber sobre essa intervenção?

A Cirurgia Cardíaca é a especialidade médica que realiza o tratamento das doenças que acometem o coração e os vasos sanguíneos através de procedimentos que podem ser mais ou menos invasivos, como cirurgias endoscópicas ou transcateter. É importante saber que a decisão sobre qual intervenção é a melhor para o paciente é definida, sempre, em conjunto com o cardiologista clínico.

Para trazer mais informações sobre estes procedimentos, o Dr. Henrique Coutinho, cirurgião cardiovascular que hoje integra a equipe responsável pelo Serviço de Cirurgia Cardíaca no Hospital das Clínicas de Teresópolis Costantino Ottaviano (HCTCO), esclarece algumas questões. Ele fez sua residência em Cirurgia Geral, também pelo HCTCO, há oito anos. Hoje faz parte do time de profissionais altamente qualificados para o atendimento especializado na unidade hospitalar, junto ao seu pai e também cirurgião cardíaco, Dr. Joaquim Coutinho (conheça os profissionais aqui). Após a sua residência no HCTCO, o Dr. Henrique seguiu rumo à formação em cirurgião cardiovascular. Nesta jornada, teve a oportunidade de atuar e conhecer grandes hospitais do Rio de Janeiro.“Posso afirmar com toda certeza de que pouquíssimos hospitais em nosso estado contam com a estrutura montada pelo HCTCO para a

realização de procedimentos cardiovasculares. Temos hoje, em Teresópolis, estrutura suficiente para tratar qualquer doença que acometa o coração. É uma alegria imensa poder retornar para a cidade e ter condição de trabalhar em um hospital com grande potencial de ser referência em nosso estado e, até mesmo, nacional em cardiologia”, declara o médico.

Tipos de Cirurgia Cardíaca

De acordo com o Dr. Henrique Coutinho, os tipos mais comuns de cirurgia nesta especialidade são a revascularização do miocárdio, popularmente conhecida como ponte de safena. “Realizamos o tratamento de artérias coronárias obstruídas por meio de enxertos arteriais ou venosos (veia safena), que permitem a passagem do sangue por cima da área acometida,  restaurando assim a circulação de sangue no músculo cardíaco. Outro procedimento prevalente é o tratamento de valvas cardíacas danificadas, em que realizamos o reparo das mesmas, recuperando sua estrutura funcional ou as substituímos por próteses confeccionadas em laboratório. Os demais tipos de cirurgia são realizados para tratar aneurismas ou infecção no coração (endocardite), assim como restaurar defeitos congênitos ou arritmias”, detalha Dr. Henrique.

O pré-operatório

O especialista frisa a extrema importância do pré-operatório da cirurgia cardíaca. “É neste momento que conhecemos o paciente e sua família e, além de acolher a ambos, para que sintam a confiança e segurança necessárias, buscamos todas as informações pertinentes sobre sua história de vida e saúde. Solicitamos todos os exames necessários e discutimos sobre a sua doença e a melhor forma de abordá-la. O sucesso da cirurgia está intimamente ligado a um pré-operatório bem feito”, destaca.

O pós-operatório

Outro cuidado importante nesses procedimentos é o pós-operatório, quando o paciente, imediatamente após a cirurgia, é encaminhado à unidade de terapia intensiva, onde permanecerá sob vigilância e cuidados de toda a equipe multiprofissional (médicos, enfermeiros, fisioterapeutas etc.) por dois ou três dias. É, então, encaminhado ao quarto para um ajuste medicamentoso e orientado sobre os cuidados a serem tomados em casa. Já em seu domicílio, o paciente retornará, gradativamente, às suas atividades cotidianas. Após três ou quatro semanas, os pacientes são encaminhados ao serviço de reabilitação cardíaca, quando realizarão atividade física com aumento gradual da intensidade, acompanhados por profissionais especializados. De acordo com o Dr. Henrique, no caso de cirurgias convencionais, a recuperação total do paciente leva cerca de 90 dias.

Para mais informações sobre o serviço oferecido no HCTCO, basta ligar para o telefone (21) 2152-4900.

Fonte: Unifeso Jornalismo